Austrália Meu Amor
 Pétalas de Crepom
Sobre o Autor      
Fica a Dica     
compre um livro
,
leia grátis online contos e crônicas    
comentários    compilador hh    o que estou lendo
converse comigo    Herbert Hette no Twitter    e nas redes
 
O Antenor Gomes com bandeirolas e lábaros desfraldados entra glorioso na doca com um monte de meretrizes russas, latinas, chinesas, canadenses e americanas. Belas, altas e baixas, quase nuas, brancas e negras, escolhidas a dedo. Seguem pelo píer alegres, em passos de danças e gritinhos a distribuírem beijos e sorrisos. As bocas lindas, olhos, cabelos e dentes brilhantes.
Os marinheiros, em frenesi, urram e assobiam lançando-se às moças, cobrindo-as de abraços, beijos e notas de 50 e 100 dólares. Daí, numa urgência aflita, as arrastam às cabines e beliches onde alguns casais já se jogaram com gemidos e juras eruptivas de prazer.
As mais ousadas provocam frisson ao subirem no estrado envolto pela rede. Içadas ao convés por guindastes que as levitam do Antenor Gomes ao Ninsk voando em poses escandalosas, gritinhos e gargalhadas. A travessura excita um furor ensandecido nos homens, e por si só, a volúpia em semiorgasmos e urros.
Ao descerem do estrado são as mais disputadas, mesmo a tapas e empurrões. São também as mais caras. 

A noite se faz esplêndida decorando-se perfeita para o amor. Um vento mágico expulsa em golpes todas as nuvens. O céu de Timor Leste se enfeitiça com milhões de estrelas. A luz da embarcação reduzida ao mínimo deixa a lua cheia iluminar os barcos fundeados lado a lado tingindo de prata todo o mar em volta.
Um estranho rock'nroll russo mastiga dois alto-falantes no alto dos mastros. As mulheres de costas e coxas de fora, saltos altíssimos, cigarros, garrafas, meia arrastão, bocas vermelhas, calcinhas enterradas. Volumosos seios e ancas. Muitas já tinham se deitado com vários enquanto outras ainda chegavam. Sem perda de tempo vão atrás de seus marinheiros, um a um, de beliche em beliche e depois refazem o percurso.
Os homens endoidam-se com cada uma. 

Cinco marinheiros se atracam ferozes. Socos, chutes, palavrões. Tudo para a glória da maravilhosa afro que sorrindo e aos guinchos de Vodka! Vodka! sacode os seios entre as tramas da rede direto nas bocas dos marujos antes mesmo de tocar o convés.
Um extraordinário soco define quem irá desfrutar dos irresistíveis dotes da dama preta. O vencedor avança mordendo seus lábios e as auréolas púrpuras dos enrijecidos mamilos. Alucinado e febril, desfere beijos vorazes. Ela implora e grita, quase chora pedindo Calma! Calma!, mas sorri agoniada com as dentadas de amor, dor e arrepios.
Uma ordem do tombadilho levou-lhe a moça dos braços. Enfurecido, armou os punhos. A silhueta do líder no alto da vidraça da ponte esfriou-lhe num estalo. A mulher sorriu aliviada, subiu correndo os degraus que levam ao comando. Conformado, o rapaz teve que se contentar em colher outra que já tinha percorrido vários beliches...

Na ponte, a dama arrebatada pelo líder conhece perfeitamente o ritual a cumprir. Encontrou-o recostado num painel de instrumentos. Olhos apertados, as mãos calejadas, uma enfiada no bolso, a outra a alisar o bigode grisalho sobre um sorriso impreciso. Velhas cicatrizes, talvez de batalhas e encrencas esquecidas cingem suas rugas.
Graciosa, anda na ponta dos saltos. Pegou-o pela mão, dona do navio, saiu puxando-o através das escotilhas e corredores à cabine do comandante. A mulher com trejeitos de ardor insaciável, a língua massageando os próprios lábios, empurrou a porta, passou a tranca, e o puxou contra si. Ele a abraçou bruto, com força. Um beijo longo. A moça caiu de joelhos, abriu-lhe o zíper. Sua cabeça, com dreads e purpurinas, começou a desenhar movimentos fortes para cima e para baixo. Ele ruge, ela ronrona mudando o ângulo dos movimentos, agora suaves. Ele geme, abre os olhinhos, admirando-a por instantes. Acende um charuto, apoia uma perna sobre a cadeira abrindo maior espaço para a moça desenvolver sua arte. Recostou-se na mesa, respiração alterada. Arrancou na mordida a rolha de uma garrafa e entre um rugido e outro, ora tragava o charuto, ora bebericava a vodka, ora puxava a moça e a beijava indecente e a empurrava para baixo de novo, e de novo e de novo...
A mesa bate e soca neste frenético balé. Saltitam pedaços de salames e queijos, canecos de vinho e cerveja, poças derramadas de whisky, vodka... e bem no meio desta bagunça, um mapa de cartolina aberto, todo respingado e sujo exibe um círculo vermelho riscado à mão. Um insuspeito píer destaca-se na enseada de Darwin, norte da Austrália...

Perfeito. Tudo perfeito numa noite perfeita. O Nisnk, o septuagenário couraçado russo da 2ª Guerra convertido em cargueiro comercial norueguês, por uma noite é o Barco do Amor, com dezenas de lindas damas a bordo.


Trecho de  AUSTRÁLIA MEU AMOR





  Presidentes Americanos
Sai um forte, mas sem caráter,
entra um bonzinho, mas fraco, sem espírito de luta.
Em outras palavras, provas do fracasso também do Presidencialismo.
 





.n>
você encontra Diana 1
impresso nas livrarias e lojas online

       
Livraria cultura Estante Virtual agbook Mercado Livre

se preferir em ebook pode ser aqui
.
Rakuten Apple iTunes









Austrália Meu Amor  1ª edição  impressa Pétalas de Crepom  4ª edição  impressa Diana 1  compre em impresso ou em ebook
 

Contos & Crônicas online free





Redes Sociais x Massa Cinzenta Efeito Gauche








.ANTONOV  MRIYA  AN-225
o maior avião do mundo
é uma das estrelas do livro

.

.
  AUSTRÁLIA MEU AMOR
.


.

Austrália Meu amor, vai além da ação ou da simples aventura

A empresa de gerenciamentos Consultores & Cia, tem em mãos uma proposta para gestão e consultoria no mínimo 'inusitada'.

O que seria um contrato corriqueiro de intermediação na venda de uma mega safra de soja, acabou por levar essa firma a parcerias internacionais inesperadas e voláteis. 

Executivos arrogantes, outros corruptos, paramilitares linha-dura e aventureiros do mundo todo vão de uma simples negociação de grãos às situações letais por céus e desertos australianos.
O que há de mais belo no espírito humano é confrontado com o que há de pior com aqueles que fazem qualquer coisa por dinheiro e poder.

No centro dessa tensão calcinante arde a ganância onde tudo é permitido e descartável.
E o amor? O que acontece com os sentimentos?

É isso que te espera nesta narrativa forte que envolve e surpreende em cada página com situações e sutilezas que saltam do livro para ganharem vida à sua volta.