globetransp.gif (26112 bytes)

       Herbert Hette

IRMANDADE DOS IGUAIS

                                                                           
– do livro de contos Pétalas de Crepon 3ª edição


        
         
Salve Nossa Senhora do Rosário!
        — Salve a Irmandade dos Pretos de Nossa Senhora do Rosário!
 

O povo na praça gritou ‘Salve!’ Bateu sino e Têti com Batuêti.
Foguetes estouraram nas torres. Cavalhada de São Jorge enrolando as fitas.
Todo povo bonito. Bem vestido.
É festa da Nossa Santa! Nossa Senhora do Rosário!!


       — Hoje é dia Dela, capitão?

— É sim, seu moço.

— Então, eu quero que Ela dê paz a todos meus companheiros.

— Tem que acreditar, meu filho. Tem que acreditar...

— Eu acredito meu velho. Eu tenho Fé!

— Então, pede de novo em oração.

— Quero que ela ilumine o companheiro Manuel Peão, cantador desses versos e de outros mais.

— Este já anda protegido.

— Peço também prá Tia Carmelita, D. Iêta,  Sô João Veludo, Tia Maria, D. Elem, minhas madrinhas Coti e Mariínha, Padim Candim, Tio Deca, Tio Geraldo, Zé de Sussa, Izaura, Zé Pequeno, Didi, Cabeção, D. Anita, D. Elza, D. Eny e este povo bom das guardas.

— Tão todos nos braços Dela, meu filho. E agora?

— Agora eu quero ver seus pulos!


O sol malha. Batucada e gente pulando. O dia inteiro. Reis de Moçambique, Congo, Costa do Marfim, Serra Leoa, Quênia, Etiópia e outras terras de Mama África.

É manhã de domingo. Mais de trezentos anos esta cena se repete, e se repetia enquanto construíam a igreja. Dava folga nas minas, eles subiam o morro batendo e cantando. Passa de pai para filho. Vem vindo no tempo.

 

— É um povo forte este povo brasileiro!!

 

Lá vão eles embora. Para suas casas porque amanhã é dia de catar o coco. Vão indo embora, vão cantando, vão pedindo licença...

 

                      ‘Oh, Pai, Filho, Espírito Santo.

                      Na hora de Deus amém.

                      Na hora que Jesus começa

                      Quero começar também,

 

                      — Êhh!

 

                      Na hora que Jesus começa

                      Peço licença primeiro

                      Peço licença meu Deus

                      Que eu não sou rei verdadeiro,

 

                      — Éhh!

 

                      Dá licença Sá Rainha

                      Que bandeira eu vou levar

                      Vou levar bandeira Santa

                      Prá no mastro levantar,

 

                      — Êhh

 

                      Se me der licença eu levo

                      Se não me der não vou levar

                      Dá licença Sinhô Rei

                      Saúde no seu manjar,

 

                      — Êhh!

 

                      Dá licença Sinhô Rei

                      Dá licença

                      Dá licença... '

                              Ay  Oré Yéyé  Ôh!!



Reis e Rainha da Guardas de Congado  -  Descida da Rua Suzana bairro Rosário Nova Lima - MG  -  Igreja Nossa Senhora do Rosário Mamãe Oxum

Reis e Rainhas das Guardas de Congado - descida da Rua Suzana no bairro do Rosário Nova Lima - MG
Igreja Nossa Senhora do Rosário Mamãe Oxum.
Cena que se repete todo ano há mais de 300 anos. Muito antes da construção da igreja por escravos
 no alto do Morro do Rosário.
                                                                                                                                            foto: Pablo Gurgel











.
volta        sobe
.
Contos Online   Compilador hh   Comentários
Downloads   Dúvidas e Perguntas   Fale conosco
-

Siga-me no Facebook para receber textos inéditos em primeira mão. 
Herbert Hette no Facebook e no Twitter @wwwhette 

ou envie-nos um e-mail
Conheça nossa Diretriz de Privacidade.


©Direitos Reservados

.
Austrália Meu Amor  1ª edição  impressa                Pétalas de Crepom  3ª edição  impressa    Diana o Conto  em ebook  1ª edição
.