globetransp.gif (26112 bytes)

       Herbert Hette

ARIANO SUASSUNA


  O médico disse 'aneurisma, avc, isquemia, estemose, fibrilação...'

O místico disse 'talvez chegou a hora dele, Deus chamou, o destino...'

A jovem mamãe disse 'virou estrela...'  

Nossa Senhora teria dito, 'senti falta dele...'

O sertanejo, 'morreu um cabra bão!'

O ateu pensou, mas 'que a terra lhe seja leve...'

O debochado sorriu todo, 'morreu de velhice...'

Talvez o corrupto dissesse aquelas coisas que todos os políticos falam na beira de caixões de celebridades, 'era um grande homem, vai fazer falta, foi isso, foi aquilo, era isso e aquilo mais...'

Seus pares Imortais dirão 'morreu mais um...'

Já o teólogo diria 'o Auto é uma encenação religiosa teatral medieval, com cânticos, bailados, declamações e de gosto popular... mas isso não salva a alma do pecador!'

O padre conserta, talvez salvando o teólogo de uma gafe, 'mas esse Ariano Suassuna vai direto pro céu...'

O repórter e o jornalista sempre dizem 'Morreu hoje, aos 87 anos, o escritor, filósofo, poeta, dramaturgo e professor... nascido na Paraíba... e autor do Auto da Compadecida, Uma Mulher Vestida, O Santo e a Porca, O Rei Degolado Nas Caatingas do Sertão... o corpo está sendo velado no...'

Se fosse eu a falar qualquer trem, logo eu que já não sou e nunca fui lá tão chegado a coisas post mortem, concordaria com o ilustre e amado falecido,  'Ao redor do buraco tudo é beira'...

    



 






.
volta        sobe
.
Contos Online   Compilador hh   Comentários
Downloads   Dúvidas e Perguntas   Fale conosco
-

Siga-me no Facebook para receber textos inéditos em primeira mão. 
Herbert Hette no Facebook e no Twitter @wwwhette 

ou envie-nos um e-mail
Conheça nossa Diretriz de Privacidade.


©Direitos Reservados

.
Austrália Meu Amor  1ª edição  impressa                Pétalas de Crepom  3ª edição  impressa    Diana o Conto  em ebook  1ª edição
.